A baixa qualidade da energia fornecida pelas operadoras têm sido fator crucial para grandes prejuízos e até o fracasso de granjas em todo o Brasil.

Uma granja que queira prosperar necessita investir em vários equipamentos essenciais, como:

  • Controladores de nível de CO₂
  • Controladores de umidade
  • Controladores de temperatura
  • Controle de iluminação
  • Controles de ventilação

entre tantos outros equipamentos necessários para o manejo dos animais vivos, dos animais abatidos e dos ovos, sem contar o conforto necessário para os funcionários da granja, tanto do manejo quanto do administrativo.

Queda de energia. Um risco desnecessário.

A queda de energia, bem como as oscilações que muitas vezes são capazes de queimar equipamentos essenciais, gerando prejuízo financeiro e colocando em risco a vida dos animais não precisa ser uma constante.

Na verdade, nem precisa existir.

Há um sistema completo, desenvolvido pela Solarterra Engenharia Aplicada à Energia Sustentável, que garante o pleno funcionamento do seu sistema de energia elétrica.

O Sistema de Integração de Fontes de Energia Solarterra.

Sua granja sempre com energia elétrica

Em um único investimento, sua granja passa a ter:

  • Energia solar
  • Energia eólica
  • Energia hidrelétrica
  • Energia de geradores e
  • Energia da rede pública.

Desta forma, nunca vai acontecer de sua granja ficar sem energia elétrica.

E ainda, toda a produção de energia elétrica excedente pode ser vendida para as propriedades vizinhas ou mesmo para a própria operadora de energia elétrica da sua região.

A integração de fontes de energia é uma realidade.

Saiba mais lendo o e-book Energia na Granja, da Solarterra.

Para obter o e-book Energia na Granja e receber informações relevantes e atualizadas sobre energia elétrica sustentável e suas soluções, faça parte do nosso grupo no Whatsapp!